11.11.2015

INÊS DE PORTUGAL




in JOÃO AGUIAR 
INÊS DE PORTUGAL 
Edições ASA, junho de 1997

"É Pedro que se aproxima agora, lentamente, enquanto fala. 
– Que sabe o mundo de juramentos, Afonso? O juramento que eu lhe fiz, a ela e não ao meu pai e à minha mãe, o juramento que lhe fiz, só esse é verdadeiro e só esse conta e só esse me prende." 
(Págs. 37-38)

Sem comentários:

La vida es un tango y el que no baila es un tonto

La vida es un tango y el que no baila es un tonto
Dos calhaus da memória ao empedernido dos tempos

Onde a liquidez da água livre

Onde a liquidez da água livre
Também pode alcançar o céu

Arquivo do blogue