5.29.2007

Unidades de colheita de órgãos e de transplantes em Portugal


Existem diversas unidades de colheita de órgãos nos hospitais portugueses.
Contudo, tem sido recorrentemente denunciado que nem todas elas funcionam
devidamente, chegando mesmo a funcionar regularmente apenas metade do
número total destas unidades.
É evidente que esta ineficácia na colheita de órgãos se traduz inevitavelmente
na concretização de transplantes, que poderiam dar-se em maior número e
esgotar de uma forma mais eficaz as listas de espera, mas mercê muitas vezes
do decréscimo de colheita de órgãos, acabam os transplantes por ficar
comprometidos.
Outros factos têm também comprometido a realização de transplantes e
agravado a situação das pessoas em espera. Foi pública, por exemplo, a
situação de suspensão de funcionamento com que se confrontou do final do
ano passado ao início deste ano, durante um período de dois meses, a única
unidade do país de transplantes hepáticos, que funciona nos Hospitais da
Universidade de Coimbra. Essa suspensão gerou complicações muito sérias,
levando a que crianças tivessem de se deslocar ao estrangeiro, porque o país
estava sem resposta a este nível.
Neste período de suspensão da única unidade de transplantes hepáticos em
Portugal, a lista de espera aumentou – só em número de crianças, aumentou
de 9 para 12.
Estas situações, de quem aguarda por um órgão que lhe salve a vida, são
sempre desesperantes e angustiantes e requerem do poder político uma
resposta exigente e eficaz para minimizar demoras e criar um funcionamento
célere de colheita, registo e transplante que salve o maior número de vidas.

(Francisco Madeira Lopes – Deputado de OS VERDES)

5.16.2007

CONFERÊNCIA DE IMPRENSA - PORTO
VICE-PRESIDENTE DO GRUPO VERDE NO PE VIAJA DE COMBOIO PELAS LINHAS DO NORTE


O Partido Ecologista “Os Verdes” convida os senhores e senhoras jornalistas para uma conferência de imprensa que se realiza amanhã, dia 17 de Maio, às 11.45h, em frente à Estação de S. Bento, no Porto.

Esta conferência de imprensa terá lugar antes do início da viagem do Vice-Presidente do Grupo Verde no Parlamento Europeu, Claude Turmes, e respectiva comitiva que inclui dirigentes e deputados do Partido Ecologista “Os Verdes”, pelas linhas do Douro, Tua e Corgo.

Esta conferência de imprensa tem como objectivo apresentar o programa da viagem e ainda o Fórum Verde, em defesa do transporte ferroviário convencional, que terá lugar na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto no próximo sábado, dia 19 de Maio.
Desde já agradecemos a presença dos senhores e senhoras jornalistas. Para mais informações, poderão contactar “Os Verdes” através do número 913\n017 475 (disponível a partir de amanhã, depois das 11.45h).


Desde já agradecemos a presença dos senhores e senhoras jornalistas. Para mais informações, poderão contactar “Os Verdes” através do número 913 017 475 (disponível a partir de amanhã, depois das 11.45h).

O Gabinete de Imprensa

16 de Maio de 2007
(T: 213 919 642; Tm: 917 462 769)

http://www.osverdes.pt/

5.11.2007

“OS VERDES” PROMOVEM FÓRUM INTERNACIONAL NO PORTO - EM DEFESA DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO CONVENCIONAL

O Partido Ecologista “Os Verdes” vai levar a cabo nos próximos dias 17, 18 e 19 de Maio, no norte do país, uma iniciativa internacional no sentido de debater e valorizar o transporte ferroviário.

Esta iniciativa conta com a presença e participação do Vice-Presidente do Grupo Verde no Parlamento Europeu (PE), o Eurodeputado Luxemburguês Claude Turmes.

Esta iniciativa foi divulgada pela primeira vez aquando do acidente na Linha do Tua e divide-se em dois momentos:

1. Nos dias 17 e 18 de Maio, realizar-se-á uma viagem de comboio pelas linhas do Douro, Tua e Corgo, na qual participarão, para além do Vice-Presidente do Grupo Verde no PE, deputados e dirigentes de “Os Verdes”. Durante esta viagem, a delegação ecologista acima referida encontrar-se-á com entidades e forças vivas dos Distritos de Bragança e Vila Real.
2. Dia 19 de Maio, terá lugar um Fórum Verde que irá debater a problemática do transporte ferroviário e o seu contributo para o desenvolvimento sustentável do país, nomeadamente da região transmontana, e as políticas portuguesas e europeias sobre esta matéria. O Fórum terá início às 10.00h na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto (Pólo 2, Asprela - Anfiteatro 2B).

Este Fórum, para além do Vice-Presidente do Grupo Verde no PE, contará ainda com representantes “Del Colectivo del Camino de Hierro de Salamanca”, grupo que se tem batido, tal como os Verdes portugueses, pela reabertura da Linha do Douro a Espanha. Estarão também presentes no Fórum especialistas portugueses em transportes e caminho-de-ferro, entre os quais, o Doutor Manuel Margarido Tão e movimentos de cidadãos que defendem a ferrovia e os transportes públicos.

Em breve os senhores e senhoras jornalistas receberão mais informações e convites para cada momento desta iniciativa.

O Gabinete de Imprensa
11 de Maio de 2007
(T: 213 919 642; Tm: 917 ...)
www.osverdes.pt

5.08.2007

REACÇÃO DE “OS VERDES” AOS RESULTADOS NAS ELEIÇÕES REGIONAIS DA MADEIRA

"Os Verdes" manifestam a sua profunda satisfação pelos resultados que a CDU obteve nas eleições regionais da Madeira, ontem realizadas. "Os Verdes" estão convictos que esse resultado se deve ao crescente reconhecimento que os eleitores da Madeira dão ao trabalho sério e competente desenvolvido pelos eleitos da CDU e também ao trabalho que é desenvolvido pelas forças que integram esta coligação no dia a dia junto da população. O reforço de votação e a passagem a terceira força política na Madeira incorpora, sem dúvida, uma responsabilidade de continuar a desenvolver um trabalho muito positivo em prol do desenvolvimento sustentável e da melhoria das condições de vida das populações da Madeira. Assim, as matérias ambientais continuarão a encontrar eco nas preocupações e na acção da CDU Madeira, as quais têm encontrado permanentemente lugar na intervenção da CDU.

Quanto ao resultado obtido pelo PSD Madeira, "Os Verdes" lamentam que ele esteja sustentado também sobre um abusivo uso dos meios institucionais que foram colocados ao serviço do aparelho partidário do PSD. É inqualificável a forma como foram usados ostensivamente os cargos e meios do Estado, incluindo as inúmeras inaugurações diárias promovidas pelo Governo regional, para garantir um melhor resultado do PSD.

Para além disso, Alberto João Jardim pode também agradecer o resultado que obteve a José Sócrates, que com a lei das finanças regionais e com as desastrosas políticas que tem desenvolvido, promoveu um enorme descontentamento que resultou no também desastroso resultado eleitoral que o PS teve na Madeira.


O Gabinete de Imprensa
7 de Maio de 2007
(T: 213 919 642; Tm: 917 462 769)

5.03.2007

VEREADORA DA CDU CONSIDERA INADMISSÍVEL O “PRÉMIO” PARA JORNALISTAS EM ALMEIRIM

A Vereadora eleita pela CDU, a dirigente de “Os Verdes” Manuela Cunha, considera escandalosa e condena veementemente o convite lançado pelo Presidente da Câmara de Almeirim, Sousa Gomes, aos jornalistas, em troca da atribuição de um prémio e da compra de uma página de jornal.

Para a Vereadora da CDU é importante esclarecer que esta iniciativa, que atenta contra a dignidade e independência dos jornalistas e dos órgãos de comunicação social, não é uma iniciativa da Câmara Municipal de Almeirim, órgão colegial que sobre esta matéria não foi auscultado nem informado.

Esta é uma iniciativa da responsabilidade do presidente da Câmara de Almeirim.

Para a Vereadora da CDU é importante relembrar que esta não é a primeira vez que Sousa Gomes recorre a um relacionamento duvidoso com a comunicação social. No anterior mandato autárquico, veio a público a existência de um protocolo de legalidade e ética duvidosa entre a câmara municipal e um órgão de comunicação social regional, protocolo este que envolvia verbas elevadas e comprovadas pela Vereadora no debate das contas de gerência.

Na passada reunião de câmara, na declaração de voto que a Vereadora da CDU fez a propósito da prestação de contas relativas ao ano de 2006, esta voltou a manifestar a estranheza pelo facto de nas despesas da câmara aparecer uma despesa relativa a um só jornal regional no valor de perto de 21000€, quando a soma gasta com o tratamento dos lixos municipais é de 23000€.

A Vereadora eleita pela CDU vai exigir na próxima reunião pública de câmara, que terá lugar na segunda-feira à tarde, esclarecimentos sobre tudo isto.

O Gabinete de Imprensa
2 de Maio de 2007
(T: 213 919 642; Tm: 917 462 769)

La vida es un tango y el que no baila es un tonto

La vida es un tango y el que no baila es un tonto
Dos calhaus da memória ao empedernido dos tempos

Onde a liquidez da água livre

Onde a liquidez da água livre
Também pode alcançar o céu

Arquivo do blogue