4.21.2018

MIRAR (IN)DISCRETO



MIRAR (IN)DISCRETO 

Há, ao fundo, 
Uma cidade
A espreitar a flor... 

– Então, é verdade
Que todo o mundo
Tem o anseio profundo
De guardar o amor! 

Joaquim Maria Castanho
(Foto: Beluxa Gto)

CORRENTE INEVITÁVEL




CORRENTE INEVITÁVEL 

Esfrego o rosto, 
Sacudo a cabeça... 

Mas mesmo assim, aposto, 
Não é certo que te esqueça! 

Joaquim Maria Castanho
(Foto: Zélia Mendes)

MÚSICA AO LONGE, de Erico Veríssimo




"Quando a gente quer olhar tudo, acaba descobrindo o que há de feio no mundo." 
Erico Veríssimo, in Música ao Longe

O Coronel e o Lobisomem




"O mundo é um saco de pecados e cada um arrasta a sua penitência"
JOSÉ CÂNDIDO DE CARVALHO
in O Coronel e o Lobisomem 

CONTRARIEDADE




CONTRARIEDADE

Chove, pinga, troveja... 

Então, fico em casa
O coração em brasa,
Mas cara d'ora-veja! 

Joaquim Maria Castanho

La vida es un tango y el que no baila es un tonto

La vida es un tango y el que no baila es un tonto
Dos calhaus da memória ao empedernido dos tempos

Onde a liquidez da água livre

Onde a liquidez da água livre
Também pode alcançar o céu

Arquivo do blogue