10.14.2018

MEMÓRIA SELETIVA

 


MEMÓRIA SELETIVA

As mãos mais bonitas
Que eu já vi até hoje
Estavam agarradas a uma esfregona.

Dançavam de expeditas

Em ora perto ora longe...
Ora perto ora longe...
Ora perto ora longe...
Mas esqueci-as. – E só lembro a sua dona!


Joaquim Maria Castanho
Com imagem de Lara Coutinho

10.10.2018

COMPROMISSO APALAVRADO

 


COMPROMISSO APALAVRADO

Digno e imaculado
O silêncio acomodou-se
No chão gretado
Como se fosse
Pra qualquer lado...


Então, fez-se de vez
Naquele quiosque chinês
O dito, que era esperado!


Joaquim Maria Castanho
Com foto de Elie Andrade

10.08.2018

Tímido Olhar




TÍMIDO OLHAR

Lua que viajas nua
Hoje, por cima de nós
Afinal és a mesma lua
Que foi vista assim nua
Aqui, também nesta rua, 
Plos avós de tod'os avós! 

Joaquim Maria Castanho

Não há impossíveis!




"Se uma coisa é impossível, pode ser feita." 
(Provérbio Húngaro)

La vida es un tango y el que no baila es un tonto

La vida es un tango y el que no baila es un tonto
Dos calhaus da memória ao empedernido dos tempos

Onde a liquidez da água livre

Onde a liquidez da água livre
Também pode alcançar o céu

Arquivo do blogue