9.10.2004

Amo-te... És belo como o Sol
Profundo como a Noite e o Mar.

Procuro-te, no céu estrelado,
E à noite, vens até mim.
Trazes contigo o vento a sussurrar
Promessas de alegria sem fim
Em ondas de mar salgado.
Azul de estrelas. E sonhado.

Os teus braços, os teus olhos, a tua pele,
Falam de ti, e me prometem que serão meus
Se eu os quiser
E se os souber merecer.

A tua vida é como um arco-íris
Como uma rosa em flor.
É como um jardim onde semeias flores por toda a parte
Resquícios de choro, palavras de arte.

Desejo-te,
És como o mar
E o frio da noite
Que procuro nos dias de Inverno.

Quero-te bem,
Amo-te.
Por seres mais belo que todas as coisas,
Porque dentro de ti
Há esse Sol,
Essa alegria
Que desperta.
E que empresta a toda a existência
A beleza que só tu tens: Esse Sol
Faz do mundo,
Um sonho,
Onde o desejável se torna possível.
E o teu olhar
Faz do meu Sonho
O teu mundo.
Esse teu jardim
Cheio das mais belas flores,
Dos mais doces frutos,
Onde me perco e me procuro
E me encontro
No sonho mais encantador
No perfume mais adocicado
No olhar mais sensível
Na voz mais profunda
No corpo mais meigo,
Que já conheci... adoro-te muito...
Vamos lutar um pelo outro para que dê certo.


Na voz mais profunda
No corpo mais meigo,
Que já conheci...adoro-te

Muito iremos lutar um pelo outro, até dar certo!...

sonho

A sonhar escrevi um livro
mas não o consegui ler:
dediquei-o um amor difícil de obter...

Um dia ele partiu.
Fiquei com saudades.
Partiu e não voltou;
Chamava-se felicidade,
destruiu meu coração,
deixou-me a sofrer
na solidão da prisão...
A penar... a padecer...
Hoje vivo com medo
de um passado recente,
vejo por entre grades
a alegria de muita gente.
Agora sozinha e abandonada,
de mim ninguém tem dó.
Esqueceram meu passado.
Foi um amor k terminou.
Foi uma esperança perdida.
Foi uma folha arrancada
Do livro da minha vida!


NÁDIA JOANA ANTUNES

La vida es un tango y el que no baila es un tonto

La vida es un tango y el que no baila es un tonto
Dos calhaus da memória ao empedernido dos tempos

Onde a liquidez da água livre

Onde a liquidez da água livre
Também pode alcançar o céu

Arquivo do blogue