11.06.2008

ELEIÇÕES NOS ESTADOS UNIDOS“OS VERDES” SUBLINHAM FORTE CORRIDA ÀS URNAS E GRANDE VONTADE DE MUDANÇA

Face aos resultados eleitorais das eleições nos Estados Unidos da América, com a vitória de Barack Obama, o Partido Ecologista “Os Verdes” sublinha desde já a forte participação dos eleitores, com números que não se viam há largos anos, o que demonstra uma grande vontade de mudança e um forte sinal de ruptura com a administração Bush, bem como com o que ela representava: acentuado pendor belicista, relações conflituosas com o resto do mundo, injustiça social, nomeadamente na área da saúde, segregação racial e menosprezo pela questão das alterações climáticas.


Para “Os Verdes”, estes resultados traduzem ainda uma imensa esperança de paz e também a identificação de diversas comunidades americanas até aqui muito marginalizadas e afastadas do tão apregoado modelo de vida e sonho americano.


Apesar de todo o optimismo, “Os Verdes” não têm grandes ilusões quanto ao futuro e é com algum cepticismo que encaram a expectativa de mudança nos Estados Unidos da América. Esperam no entanto, que ela se traduza numa transformação efectiva de políticas, tanto a nível interno como externo.


Por último, "Os Verdes" querem ainda saudar os esforços de campanha protagonizados pelo Partido Verde dos Estados Unidos (Green Party of the United States) nomeadamente pelas candidatas Presidencial e Vice-Presidencial Cynthia McKinney e Rosa Clemente, respectivamente. Num sistema eleitoral extremamente bipolarizado e com grandes falhas que impedem a justa participação de outras forças políticas, o seu esforço merece o apoio do Partido Ecologista “Os Verdes”.




O Gabinete de Imprensa de “Os Verdes”(T: 213 919 642 - F: 213 917 424 – TM: 917 462 769 - imprensa.verdes@pev.parlamento.pt)www.osverdes.pt


Lisboa, 5 de Novembro de 2008

La vida es un tango y el que no baila es un tonto

La vida es un tango y el que no baila es un tonto
Dos calhaus da memória ao empedernido dos tempos

Onde a liquidez da água livre

Onde a liquidez da água livre
Também pode alcançar o céu

Arquivo do blogue