11.10.2012


A próxima conferência do ciclo de conferências Matemática: A Ciência da Natureza, promovido pela Fundação Gulbenkia, terá por tema central a TRIGAMIA INTELECTUAL: POINCARÉ, HAMILTON E PERELMAN, e será proferida pelo Prof. Doutor ANDRÉ NEVES (do Imperial College), decorrendo como habitualmente no auditório 2 da Fundação Calouste Gulbenkian, daqui a dias, exatamente no dia 14 de Novembro, às 18h00.


André Arroja Neves nasceu em 1975, em Lisboa, e tem desenvolvido investigação na área da geometria diferencial e análise de equações com derivadas parciais. Atualmente é professor do Departamento de Matemática Pura, do Imperial College, em Londres. Iniciou a vida académica no Instituto Superior Técnico e obteve o doutoramento em Matemática na Stanford University, nos Estados Unidos, tendo posteriormente feito um pós-doutoramento na Princeton University, onde foi promovido a professor assistente.

Foi o primeiro matemático português a receber do European Research Council uma Starting Grant. Foi distinguido com outros prémios e bolsas, nomeadamente, pela National Science Foundation, pela Clay Mathematics Institution e pela Fundação Calouste Gulbenkian. Tem inúmeros artigos publicados, designadamente, no Annals of Mathematics e no Inventiones Mathematicae.


Quem não puder estar presente, poderá sempre ter acesso a todas as informações relativas ao ciclo de conferências no site:http://www.gulbenkian.pt/matematica2012  bem como a assistir em direto através do sitewww.livestream.com/fcglive.

DOM CASMURRO, de Machado de Assis, estará na mesa de trabalhos do GRUPO DE LEITURA READCOM de Portalegre, que decorrerá no dia 26 de novembro, segunda-feira, pelas 18 horas na Biblioteca Municipal de Portalegre. Seja bem-vindo quem vier por bem!

Para a próxima sessão do Grupo de Leitura READCOM de Portalegre, a obra “eleita” é uma das mais pertinentes da literatura brasileira, cujo leque temático recai nos tradicionais (da época) mistério da alma feminina, loucura, sedução, casamento e adultério, mas – e é sobretudo nesta nuance que Joaquim Maria Machado de Assis, se evidenciou genialmente ímpar – sob uma perspetiva fundamentalmente psicológica, tentando esmiuçar e compreender os mecanismos que superintendem as relações humanas, fossem elas derivadas do ambiente social que os indivíduos frequentavam, ou da sua índole espiritual e hereditária. O que, sendo uma abordagem categoricamente freudiana a antecipa incontestavelmente, e vem abrir caminho ao que os modernistas um século depois alardearam ser sua invenção…

As personagens, escanhoadas a preceito, são eivadas de pronunciada contradição, como na vida aliás cada qual é, em que a impulsiva Capitu exemplifica sobremaneira o traço deste distinto escritor, nascido no Rio de Janeiro a 21 de junho de 1839 e falecido a 29 de setembro de 1908.   

La vida es un tango y el que no baila es un tonto

La vida es un tango y el que no baila es un tonto
Dos calhaus da memória ao empedernido dos tempos

Onde a liquidez da água livre

Onde a liquidez da água livre
Também pode alcançar o céu

Arquivo do blogue