6.18.2010

Simetria Passo a Passo
por Ana Cannas da Silva dia 23 Junho 2010 às 18h00
na Fundação Calouste Gulbenkian


Não é preciso saber matemática para apreciar cada simetria que nos rodeia e atrai na natureza, na arte, na ciência, no dia-a-dia. Mas um pouco de matemática permite compreender o todo das simetrias dos frisos e padrões no plano. Para tal, recorre-se apenas a aritmética básica (como somar fracções) e à noção de característica de Euler que pode ser explicada intuitivamente.

Passo a passo, esta palestra foca o Teorema Mágico da classificação de simetrias que todos podem descobrir. Como exercício de matemática, convidamo-lo a caminhar por Lisboa, a examinar as suas pegadas e as aprazíveis calçadas geométricas.

Em 2004 John Conway veio à Fundação Gulbenkian explicar-nos este novo modo de analisar simetria com base em ideias suas e de outro dos maiores geómetras vivos, Bill Thurston. O curso de Conway As Simetrias das Coisas foi uma das actividades do programa Novos Talentos em Matemática de que celebramos este ano uma década.

ANA CANNAS DA SILVA


É matemática, Professora Associada no Instituto Superior Técnico desde 2001 e Investigadora na Universidade de Princeton desde 2006.

O seu trabalho centra-se em Geometria, mais especificamente em Geometria Simpléctica em Análise Geométrica.

Nasceu em Lisboa em 1968. Formou-se em Matemática Aplicada e Computação em 1990 no IST. Concluiu o Doutoramento em Matemática em 1996 no MIT.

Além do IST e de Princeton, leccionou no MIT, na Universidade da Califórnia em Berkeley e na Université Louis Pasteur em Estrasburgo. Foi membro do Mathematical Sciences Research Institute em Berkeley e do Institute for Advanced Study em Princeton.

Publicou três livros científicos de geometria, um dos quais em co-autoria, e nove artigos científicos, com mais de 160 citações.

É membro da Comissão Científica Coordenadora do Programa Novos Talentos em Matemática da Fundação Gulbenkian desde 2000. Foi co-fundadora do seminário Geometria em Lisboa em 1999 e do seminário Diagonal em 2000. Co-organiza pelo menos um encontro de matemática por ano.

Tem cooperado com a Câmara Municipal de Lisboa no sentido de explicar, divulgar e completar as simetrias presentes na calçada portuguesa em Lisboa.

La vida es un tango y el que no baila es un tonto

La vida es un tango y el que no baila es un tonto
Dos calhaus da memória ao empedernido dos tempos

Onde a liquidez da água livre

Onde a liquidez da água livre
Também pode alcançar o céu

Arquivo do blogue