6.10.2014



O QUE VÊ O OLHO VAZADO DE LUÍS VAZ?

Vale mais um cidadão ou uma cidadã responsável, íntegra/o, livre, consciente, democrata e participativo, do que um almude de gajos porreiros e meninas bem-comportadas. E isso não é de agora…

Pensemos nos Galileus e Joanas d’Arc que morreram por interferência e ativismo dos gajos porreiros da Idade Média, ou das meninas malcomportadas que sucumbiram às fúrias das tiranas fundamentalistas e vitorianas…

Pensemos nos Einsteins que abandonaram a escolaridade obrigatória e ingressaram no mundo da marginalidade para que os meninos porreiros e as meninas bem-comportadas pudessem exercer melhor o seu porreirismo e desfile de apetecíveis e prendadas bonecas para saciar os tradicionais apetites veteranos regimentais e praxistas…

Pensemos nos bárbaros que se evadiram das galés fenícias e romanas e construíram e povoaram os castros pré-lusitanos do interior da Ibéria em cujos descendentes depositaram a sede de dar novos mundos ao mundo…

Porém, as imaculadas e manteigueiros continuam a saciar a sua fome com o unto que escorre das fogueiras da atualidade. Até quando?


Joaquim Castanho  

La vida es un tango y el que no baila es un tonto

La vida es un tango y el que no baila es un tonto
Dos calhaus da memória ao empedernido dos tempos

Onde a liquidez da água livre

Onde a liquidez da água livre
Também pode alcançar o céu

Arquivo do blogue