3.15.2016

NO CHINFRIM DA'BALADA




NO CHINFRIM DA'BALADA 

Noturno abreviado
Como rondó de partida
Chora a ciranda em fado
Desfazendo fila à saída, 
Que o jardim irá fechar
Dentro d'imediatos versos, 
Repetidos ou diversos, 
Que até podem peneirar 
– E em requebros de sambar. 

São essa quinta coluna
Do exército fabuloso
Com que rimas, uma a uma, 
Gingaram no chão arenoso
Entre paredes de buxo, 
Alegretes de violetas
Trajando roxo de luxo
Para ouvir as trombetas
Que encerram a bateria, 
Todas guinchando tão certas
Que os vis ruídos destas
Chegam a "pracer" melodia. 

Joaquim Castanho 

NOTURNO  – composição para piano ou orquestra, de caráter ternurento ou melancólico.

RONDÓ – ária em que se repetem sempre os temas principais.

CHINFRIM – baile popular, arrasta-pé, algazarra de abalada.

3.12.2016

INTERPRETAR É PENEIRAR




INTERPRETAR É PENEIRAR 

Em fila caracoleamos
Entre sebes e alegretes, 
Nesta ca(u)sa de que somos
Aprendizes ou cadetes; 
Causa de casa prevista
Diz a previsão causada, 
A condizer, por ser mista, 
Com a ideia formada. 
E diz também que o dizer
Em causa é entendido
Por essa maneira do ver
Somente nela vertido;
Ca casa da causa convém
Mandado volteio geral,
Por ser a causa de ninguém
Qu'é casa pra todos igual.    

Joaquim Castanho

3.01.2016

JUÍZO DE REALIDADE




JUÍZO DE REALIDADE 

Conducente é a prova
(Inegabilidade pura)
Se o verbo não estorva
A lucidez, e segura
Capricha pela atuação, 
Sem hesitar no «SIM» ou «NÃO». 

Do enredo é perita. 
Da trama, nó fundamental. 
E argumenta expedita
Sem tropeçar com a moral. 
Mas à culpa castigo dá;
E inocenta quem o está. 

Porque nessas duas faces
Tão distintas, tão iguais,
Está do que somos capazes
Como humanos e... mortais. 

Joaquim Castanho 
 
(O JUÍZO DE REALIDADE é aquele que enuncia factos ou que incide sobre relações entre factos; é um juízo que afirma ou nega a realidade de um fenónemo. O juízo de realidade opõe-se ao juízo de valor, e também se designa usualmente por JUÍZO CONSTATIVO, JUÍZO POSITIVO.) 

La vida es un tango y el que no baila es un tonto

La vida es un tango y el que no baila es un tonto
Dos calhaus da memória ao empedernido dos tempos

Onde a liquidez da água livre

Onde a liquidez da água livre
Também pode alcançar o céu

Arquivo do blogue