4.07.2017

CAPITULAÇÃO




CAPITULAÇÃO 

Se chego te nomeio
E cego me entrego
Ao teu trago bem cheio, 
Que do sentido prego
Trago de nobre enleio…

E mago imagino
Que chego logo cego
Pra ficar de permeio
Entre este que trago
Nobre sentido cheio
E quanto tragueio 
Já do doce enleio… 

– E só a ele m'entrego!

Joaquim Maria Castanho

La vida es un tango y el que no baila es un tonto

La vida es un tango y el que no baila es un tonto
Dos calhaus da memória ao empedernido dos tempos

Onde a liquidez da água livre

Onde a liquidez da água livre
Também pode alcançar o céu

Arquivo do blogue