4.16.2009

Entende a Câmara Municipal de Marvão através da sua linha editorial, a Revista Ibn Maruán, associar-se à comemoração dos 200 anos das Invasões Francesas em Portugal, editando um número especial.
Se há dois séculos muitas povoações
viram o seu património, sobretudo o religioso, delapidado e destruído pelas tropas francesas e também inglesas, o território de Marvão passou incólume ao longo desses anos dos inícios do século XIX. Contudo, foi visitado por várias vezes, desde o tempo da denominada Guerra Fantástica até às Invasões Francesas, pelas partes em conflito para avaliarem o estado da fortificação e acessos à fronteira. São os relatos dessas visitas que neste número especial da Ibn Maruán se publicam e que nos descrevem as terras de Marvão, particularmente as ruínas da Ammaia, nos meados do século XVIII e nos inícios do século XIX.


MARVÃO E AMMAIA ao tempo das GUERRAS PENÍNSULARES
(N.º especial da revista IBN MARUÁNRevista Cultural do Concelho de Marvão)

Autores: Armin U. Stylow, Juan Manuel Abascal e Rosário Cebrián

Apresentação: Prof. Doutor José d'Encarnação

Data e Local: 19 de Abril, pelas 16.00 horas
Câmara Velha – Casa da Cultura de Marvão
Será servido um "Marvão d'Honra"

Sem comentários:

La vida es un tango y el que no baila es un tonto

La vida es un tango y el que no baila es un tonto
Dos calhaus da memória ao empedernido dos tempos

Onde a liquidez da água livre

Onde a liquidez da água livre
Também pode alcançar o céu

Arquivo do blogue