3.22.2006

UE/Cimeira: "Verdes" dizem que Sócrates mostrou "abertura" à energia nuclear

Lisboa, 21 Mar (Lusa) - A dirigente do Partido Ecologista "Os Verdes" M anuela Cunha manifestou-se hoje apreensiva com a "abertura" que o primeiro-minis tro, José Sócrates, demonstrou para equacionar a médio prazo a introdução da ene rgia nuclear em Portugal.
Falando no final da audiência com o primeiro-ministro, em São Bento, so bre a próxima cimeira de chefes de Estado e de Governo da União Europeia, quinta e sexta-feira em Bruxelas, Manuela Cunha referiu que José Sócrates, durante a c onversa, lhe referiu que estava "a acompanhar o assunto da energia nuclear, que não era agora tão perigosa como há uns anos atrás".
"O primeiro-ministro mostrou abertura em relação a argumentos que não t êm razão de ser, dizendo que na central nuclear que está em construção na Finlân dia já estão interiorizado os custos de segurança. Mas o primeiro-ministro falou apenas nos custos de segurança e não nos outros", declarou.
Segundo Manuela Cunha, o Governo "continua a dizer que a questão da int rodução de uma central nuclear em Portugal não está na sua agenda".
"Mas, pela pressão que está a ser exercida neste domínio pela União Eur opeia e em Portugal, esperamos que o Governo não altere a sua agenda", acrescent ou.
"O nuclear não apresenta hoje maiores garantias de segurança do que há uns anos atrás. Tal como no passado, apenas se faz armazenamento de resíduos nuc lear e não tratamento", frisou a dirigente ecologista.
Manuela Cunha afirmou ter "poucas expectativas" sobre os resultados da próxima cimeira de Bruxelas e lamentou que os Estados-membros se preparem para f azer "investimentos reduzidos" para superar a dependência da União Europeia em r elação ao petróleo, designadamente em matéria de transportes.
PMF.
Lusa/Fim

Sem comentários:

La vida es un tango y el que no baila es un tonto

La vida es un tango y el que no baila es un tonto
Dos calhaus da memória ao empedernido dos tempos

Onde a liquidez da água livre

Onde a liquidez da água livre
Também pode alcançar o céu

Arquivo do blogue