9.08.2006

INCUMPRIMENTO DAS METAS DE QUIOTO

RECONHECIMENTO DA SECRETÁRIA DE ESTADO DOS TRANSPORTES É SINAL POSITIVO MAS TARDIO



A Secretária de Estado dos Transportes proferiu ontem declarações que surpreenderam profundamente “Os Verdes”, ao dizer que o incumprimento das metas de Quioto é, em Portugal, uma consequência directa do uso excessivo dos transportes individuais.



“Os Verdes” concordam com esta afirmação, mas ao mesmo tempo lamentam que depois de anos e anos de avisos e de alertas por parte de “Os Verdes” e de outras organizações ambientalistas, o Governo tenha tardado a reconhecer publicamente esta tão óbvia evidência.



“Os Verdes” estranham ainda que, aquando da realização da interpelação ao Governo sobre transportes e mobilidade, de iniciativa de “Os Verdes”, em Julho último, o discurso do governo tenha sido o oposto ao de ontem. Desde essa altura, e desde o início da sessão legislativa, que não se conhece uma única medida do Governo no sentido de desicentivar a utilização do transporte individual e promover a utilização do transporte público colectivo, antes pelo contrário. Em vez disso, o Governo opta pelo encerramento de linhas ferroviárias, sendo que o comboio é reconhecidamente o transporte colectivo menos poluente.



Apesar de tudo, o PEV espera que as declarações de ontem da Sr.ª Secretária de Estado sejam um sinal positivo para Portugal, e que em breve sejam apresentadas medidas concordantes com este discurso, que não passem apenas pelas incipientes e pouco eficazes propostas já anunciadas (redução da velocidade média nas auto-estradas e a redução do número de dias de circulação dos táxis). “Os Verdes” apenas receiam que, à semelhança do que aconteceu com o reconhecimento público de ontem, o Governo demore mais uns quantos anos a concretizá-las.



O Gabinete de Imprensa

7 de Setembro de 2006

Sem comentários:

La vida es un tango y el que no baila es un tonto

La vida es un tango y el que no baila es un tonto
Dos calhaus da memória ao empedernido dos tempos

Onde a liquidez da água livre

Onde a liquidez da água livre
Também pode alcançar o céu

Arquivo do blogue